Performancing Metrics

Temporada aberta: agora a defesa de Lucas Arita!

Os meses de janeiro a março costumam ser marcados por uma sucessão de defesas de dissertações e teses acadêmicas com temas sobre Nematologia. De diversas IES do Brasil, chegam notícias de tais eventos, sempre saudados pela comunidade nematológica nacional por representarem o ingresso de novos recursos humanos treinados e mais qualificados ao cumprimento de trajetória profissional dentro da especialidade.

Agora foi a vez, em 25 de janeiro p.p., de Lucas Y. Arita – orientado da colega Dra. Andressa C. Z. Machado e vinculado há tempos ao laboratório de Nematologia do IAPAR/Londrina – defender com sucesso a sua dissertação de mestrado “Manejo químico e biológico de Meloidogyne paranaensis em café”, em sessão que contou com as participações dos Drs. Neucimara R. Ribeiro (nematologista da GDM Seeds) e Gustavo H. Sera (conhecido especialista em melhoramento do cafeeiro do IAPAR) compondo a banca examinadora ao lado da orientadora. Todos aparecem na foto acima.

Parabenizamos o novo Mestre, Lucas, e seus familiares pela presente conquista. Que a estrada nematológica continue a ser trilhada em sua carreira. À Andressa e ao IAPAR os cumprimentos por terem possibilitado a formação dessa bem sucedida parceria. Em breve, o PDF do trabalho estará inserido em nosso Banco de Teses. Vai, Nematologia !

Meloidogyne graminis: primeiro relato no Brasil.

Há poucas semanas, foi publicado artigo na prestigiosa revista open access PLOS one (clique aqui para acessar/salvar o PDF), de autoria de Samara A. Oliveira e colaboradores, dando conta do primeiro registro da espécie Meloidogyne graminis no Brasil. Trata-se de nematoide parasita comum de poáceas, encontrado principalmente nos Estados Unidos, mas também em vários outros países ao redor do mundo. Na América do Sul, havia relato de ocorrência na Venezuela, mas ainda não no Brasil. Sua presença é frequente em campos de golfe, causando sérios danos aos gramados de tais locais e prejudicando sobremaneira a prática desse esporte. No Brasil, foi encontrado justamente nessas condições.

O estudo, iniciado há cerca de oito anos, envolveu equipe luso-brasileira de pesquisadores, vinculados ao Instituto Biológico, UNESP/Botucatu e Universidade de Coimbra. A ocorrência da espécie deu-se no município de Araras, no interior do estado de São Paulo. A utilização da chamada taxonomia integrativa foi decisiva para a identificação segura como M. graminis, em especial as técnicas biomoleculares, haja vista a real possibilidade de confusão com espécies afins dentro do gênero, encontradas também em campos de golfe. Destaque-se, em termos de sintomatologia, que áreas com o gramado mal crescido e superfície irregular (= reboleiras) podem ser reconhecidas sem maiores dificuldades, mas a espécie induz o aparecimento de galhas radiculares tão pequenas que dificilmente podem ser vistas a olho nu.

No artigo, são discutidas, ainda, ações que se fazem necessárias para: i) evitar possíveis novas introduções de nematoides exóticos mediante importação das chamadas turfgrasses, destinadas à implantação de campos de golfe no Brasil; e ii) restringir a dispersão do nematoide no interior paulista e prevenir sua disseminação a outras regiões brasileiras. Mais uma dor de cabeça causada pelos nematoides! Leia o trabalho e se informe mais a respeito!

DOCENTES: um vídeo didático “mamão com açúcar”!

Os colegas nematologistas que acompanham o site da SBN e sua página no Facebook tiveram acesso – a partir de novembro de 2017 – a vários vídeos didáticos produzidos há várias décadas pelo IWF da Alemanha, sob a supervisão principalmente dos Drs. Urs Wyss e Ulrich Zunke. Tratavam do controle biológico de nematoides por fungos, de aspectos reprodutivos de nematoides de vida livre e de fitonematoides, do parasitismo de insetos por certos grupos de nematoides e de outros temas. De especial relevância, eram alguns que tratavam da caracterização dos mecanismos de fitoparasitismo por espécies de Xiphinema, Longidorus, Trichodorus, Pratylenchus e Tylenchorhynchus

A maioria tinha narração em alemão (alguns, em inglês) ou eram sem áudio. Embora muito bem realizados, por vezes resultavam longos e incluíam muitas repetições de imagens ou até de trechos. Em vista disso, para torná-los mais atraentes e úteis, realizamos a edição das imagens, adaptamos o roteiro inicial e adicionamos legendas em português a diversos deles, buscando assim oferecer aos nossos docentes (e estudantes) material didático ilustrativo desses importantes temas, adequado para uso em aulas, minicursos e eventos do tipo. Nessa linha, vimos disponibilizar aqui um dos mais interessantes, que trata do desenvolvimento e dos danos causados pelos nematoides de cistos à Agricultura, tendo Heterodera schachtii como modelo. Em menos de 15 minutos, são mostrados os mecanismos de formação dos machos e fêmeas, bem como a indução do tecido nutridor na raiz atacada pelo nematoide, dos quais resultam os prejuízos à cultura hospedeira. Para assistir, clique sobre a imagem abaixo.

Esperamos poder colocar ao alcance dos colegas nematologistas no Congresso Brasileiro de Nematologia /2018 de Bento Gonçalves/RS toda essa série de vídeos didáticos para copiarem, o que será ainda definido oportunamente. Por ora, conheçam mais sobre os nematoides de cistos !