Performancing Metrics

Soja não geneticamente modificada em alta no Mato Grosso

Mato Grosso: soja não geneticamente modificada
em alta para próxima safra

O estado do Mato Grosso tem se destacado como o maior produtor nacional de soja. Na safra 2011/2012, deverá alcançar produção de 21,04 milhões de toneladas com área de plantio de 6,63 milhões de hectares e produtividade média de 3.174 kg/hectare. Também, como principal fornecedor mundial de soja não geneticamente modificada (= convencional), para a qual há grande mercado, sobretudo nos continentes europeu e asiático. Por isso, atualmente os sojicultores mato-grossenses intensificam a busca por sementes de soja convencional disponíveis para produção no Estado.

A Embrapa celebrou recente Acordo de Cooperação com a Associação Brasileira dos Produtos de Grãos Não Geneticamente Modificados (Abrange), visando a disponibilizar sementes de soja não geneticamente modificada ao Mato Grosso, recomendando doze (12) cultivares em particular, algumas com resistência a importantes espécies de fitonematoides. São elas:

BRSMG 752S: grupo de maturidade 7.5, crescimento indeterminado, alta produtividade, resistente a pústula bacteriana, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste e moderadamente resistente ao nematoide de galhas Meloidogyne javanica.

BRSMG 68 [Vencedora]: grupo de maturidade 8.0, crescimento determinado, alta produtividade, resistente a pústula bacteriana, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste, oídio e ao nematoide de galhas Meloidogyne incognita.

BRS Flora: grupo de maturidade 7.9, alto potencial produtivo, crescimento determinado, resistente a pústula bacteriana, crestamento bacteriano, mancha “olho de rã” e cancro da haste.

BRSMG 810C: grupo de maturidade 8.1, resistente a pústula bacteriana, crestamento bacteriano, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste, nematoide de cisto (raças 1 e 3) e moderadamente resistente a oídio e ao nematoide de galhas Meloidogyne javanica.

BRSGO 8360: grupo de maturidade 8.3, crescimento determinado, alta produtividade, resistente a crestamento bacteriano, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste e resistência a Meloidogyne javanica.

BRS Jiripoca: grupo de maturidade 8.4, com resistência a pústula bacteriana, crestamento bacteriano, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste, vírus do mosaico comum da soja e ao nematoide do cisto  raças 1, 3, 5, 6, 9 e 14), destacando-se pela alta tolerância a chuvas na colheita.

BRSGO Luziânia: grupo de maturidade 8.5, alto potencial produtivo, há muitos anos no mercado devido à sua ampla adaptação ambiental e ótima arquitetura de planta, estabilidade de produção e resistência aos nematoides de galhas (Meloidogyne incognita e M. javanica).

BRSGO 8660: grupo de maturidade 8.6, com resistência ao nematoide do cisto (raça 3) e excelente potencial produtivo.

BRSGO Chapadões: grupo de maturidade 8.6, com resistência ao nematoide de cisto (raças 1, 2, 3, 4, 5, 6, 9 e 14), moderada resistência ao nematoide de galhas Meloidogyne incognita e dados preliminares indicando bom desempenho também em relação ao nematoide Pratylenchus brachyurus

BRS Gralha: grupo de maturidade 8.8, resistente a pústula bacteriana, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste e vírus do mosaico comum da soja, com excelente potencial produtivo.

BRS 252 [Serena]: grupo de maturidade 8.8, resistente a pústula bacteriana, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste e vírus do mosaico comum da soja, com excelente potencial produtivo, estabilidade e adaptabilidade, podendo ser plantada nas regiões do norte de Mato Grosso.

BRS Raimunda: grupo de maturidade 9.0, resistente a pústula bacteriana, mancha “olho-de-rã”, cancro da haste e oídio. Possui também resistência moderada aos nematoides de galhas Meloidogyne javanica e M. incognita. Material com estabilidade de produção e adaptabilidade a todas as regiões do estado de Mato Grosso.

(site Plantão News, 29 setembro 2011)

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*