Performancing Metrics

CIÊNCIA: mamute congelado poderá ser clonado !

Cientistas querem clonar mamute congelado há 10 mil anos

Cientistas russos anunciaram no dia 14 de março de 2012, os planos de clonar um exemplar pré-histórico de mamute que esteve congelado durante 10 mil anos no território da república siberiana de Iacútia. “Queremos realizar uma clonagem somática, ao inserir o material genético de um mamute que viveu há milhares de anos nas células de uma elefanta atual”, disse um porta-voz Instituto de Ecologia Aplicada (IEA) da Sibéria.
A fonte detalhou que “as células-tronco serão transvasadas ao útero de uma elefanta que gestará o feto durante 22 meses e possa, espera-se, nascer um filhote de mamute vivo”. Concretamente, as células do mamute em questão seriam inseridas em embriões de uma elefanta procedente da Índia, por ser seu parente genético mais próximo. As amostras genéticas serão extraídas do mamute no final deste ano e serão enviadas à Coreia do Sul, onde a clonagem poderia tornar-se realidade dentro de vários anos. Na clonagem do mamute que foi encontrada na inóspita tundra siberiana participarão cientistas russos, sul-coreanos e chineses.
Os especialistas consideram que clonar um mamute é possível, já que as células desse animal pré-histórico podem ser encontradas tanto em seu sangue e órgãos internos, como na pele e nos ossos. O segredo é encontrar tecido e células em bom estado em um animal que morreu, possivelmente de frio ou de fome, há milhares de anos. A decodificação do DNA do paquiderme pré-histórico, que é a que leva a informação genética sobre o animal, é um trabalho árduo que, em muitas ocasiões, termina em fracasso, sem encontrar uma única célula viva.
Os mamutes apareceram na África há três ou quatro milhões de anos, dois milhões de anos atrás emigraram para Europa e Ásia e chegaram à América do Norte há 500mil anos, passando pelo Estreito de Bering. Para a ciência continua sendo uma incógnita a causa de seu desaparecimento, que começou há 11 mil anos, quando a população começou a diminuir até a total extinção há 3,6 mil anos. A maioria dos especialistas estima que os mamutes foram extintos devido a brusca mudança das temperaturas na Terra, embora haja quem atribua o desaparecimento ao ataque de caçadores ou a uma epidemia.

Fonte: Agência Estado

Categoria: Brazil  Tags: ,
Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*