Performancing Metrics

Nomes científicos patronímicos: você sabe o que são?

                                 Inseto acima foi chamado de Nyssomyia delsionatali, em homenagem a Delsio Natal - Paulo Roberto Urbinatti/Divulgação   

Duas novas espécies de insetos, do grupo envolvido na transmissão das leishmanioses, foram nomeadas em homenagem a dois pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP). Foram descobertas pela Dra. Eunice B. Galati, do Departamento de Epidemiologia da FSP, com Fredy Ovallos, seu orientado no Programa de Pós-Graduação. Os nomes dos insetos, Nyssomyia delsionatali (foto acima esq.) e Nyssomyia urbinattii, homenageiam respectivamente Delsio Natal, docente aposentado do Departamento de Epidemiologia da FSP, e Paulo Urbinatti, pesquisador do mesmo departamento, que contribuíram para ampliar o conhecimento da entomologia em saúde pública. 

“A denominação de uma espécie deve ser feita em latim e descrita de forma a se destacar do texto (itálico, negrito etc.). Pode-se dar um nome homenageando uma pessoa ou lugar, ou em referência a uma característica morfológica do animal ou de seu comportamento, ou de área onde habita etc. O nome da espécie deve sempre ser precedido pelo do gênero a que pertence. Quando se homenageia uma pessoa, pode-se referir a parte de seu nome (urbinatti) ou ao nome completo (delsio natal). Se o nome for composto, os dois nomes devem ser escritos juntos. Se a homenagem é feita a alguém do sexo masculino, acrescenta-se ‘i’ ao final do nome, e se for do sexo feminino, ‘ae’“, explicou Galati.

Essa notícia, publicada no caderno de Ciência do jornal Estado de São Paulo de 13/4/2012, ilustra muito bem a questão dos nomes científicos de animais ditos ‘patronímicos’, isto é, derivados do nome de uma pessoa (segundo o Código de Nomenclatura Zoológica). Nos casos, tratava-se de insetos, mas tal procedimento, que tem sentido de homenagem, é muito aplicado também na Nematologia, com fitonematoides e nematoides entomopatogênicos. Seguem alguns exemplos: Pratylenchus jaehni (Jaehn), Aorolaimus sheri (Sher), Xiphinema heynsi (Heyns), Paraxiphidorus michelluci (Michel Luc), Aphelenchoides besseyi (Bessey), Tylenchorhynchus estherae (Esther), Heterodera schachtii (Schachti; veja foto acima, de Olivier Plantard/INRA), Heterorhabditis baujardi (Baujard) e Steinernema weiseri (Weiser). Guarde bem essa regra.

Categoria: Brazil  Tags: ,
Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*