Performancing Metrics

Governo tenta reestruturar serviço de extensão no Brasil

O Ministério da Agricultura criou um grupo de trabalho para propor a estruturação de um sistema de assistência técnica e extensão rural no Brasil. A ideia é que esse novo sistema atenda a todos os segmentos de agricultores, “considerando as diferenças regionais existentes no território nacional”, conforme publicado na semana passada no Diário Oficial da União. No fim de junho, a presidente Dilma Rousseff ressaltou que uma “fragilidade” do agronegócio brasileiro é a falta de um serviço bem definido de extensão rural. Entre os anos 1970 e 1990, o país contou com uma estatal nacional de assistência técnica e extensão rural, a Embrater. Quando foi extinta, no Governo Collor, a responsabilidade desse serviço ficou a cargo dos estados. O grupo de trabalho será composto por representantes da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, da Secretaria de Política Agrícola, da Secretaria de Defesa Agropecuária, da Assessoria de Gestão Estratégica, da Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira (Ceplac), da Embrapa e da Conab.  (Fonte: Agência Estado)

[Considerada uma das causas da intensa busca por informações sobre nematoides por produtores rurais e técnicos hoje verificada, pela Internet e outros caminhos, espera-se que realmente tal recuperação da assistência técnica nos estados possa acontecer, e logo, refazendo o elo da corrente que se perdeu há cerca de vinte e cinco anos.]

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*