Performancing Metrics

Como manusear e esmagar cistos de Heterodera glycines

Há alguns meses, um pós-graduando brasileiro encaminhou ao site da SBN solicitação de breve explicação sobre forma prática de manusear e esmagar (ou triturar) cistos de Heterodera glycines, o nematoide de cisto da soja, já separados do solo ou de raízes hospedeiras, visando à obtenção de ovos para formação de inóculo a ser usado em experimentos. Um dos métodos bastante difundidos nos laboratórios para tal fim, inclusive tornou-se rotineiro no Brasil nos anos 1990, é o que vai ilustrado no vídeo a seguir, que, embora com textos em inglês, é auto-explicativo. Muitas vezes, ver, em lugar de ler, torna mais fácil entender …

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Uma Resposta
  1. santino disse:

    Outra opção, para o caso de precisar de um grande volume de inóculo seria usar um tubo de ensaio com fundo levemente abaulado e esmagar um grande volume de cistos de uma única vez, colocando os mesmos sobre uma peneira de 100 mesh, sobre uma de 500 mesh. Utilizando o fundo do tubo de ensaio precione os cistos contra a malha da peneira de 100. com a peneira de 500 sob esta, apos o processo de maceração, use um jato d’água para fazer passar os ovos extraidos, recolhendo a suspensão da peneira posta abaixo.
    Para extração de grandes volumes é uma boa opção.

Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*