Performancing Metrics

Ricardo III hospedou lombriga, dizem arqueólogos !

Pesquisadores da Universidade de Cambridge (Inglaterra) encontraram ovos de vermes na cova de Ricardo III, indicando que o controverso monarca britânico pode ter tido lombriga durante seu curto reinado. A descoberta foi divulgada nesta quarta-feira (4/9/13), sete meses depois que outro grupo de arqueólogos anunciou ter encontrado os restos mortais do rei enterrados debaixo de um estacionamento na cidade de Leicester.

Equipe coordenada por Piers Mitchell, do departamento de arqueologia e antropologia da Universidade, usou um microscópio poderoso para examinar amostras do solo retiradas da região da pélvis e do crânio do esqueleto, assim como da terra que cercava o túmulo. A análise revelou grande quantidade de ovos de verme nematódeo – identificado como Ascaris lumbricoides – nas amostras coletadas nos ossos da bacia (região onde ficam os intestinos das pessoas), mas não perto da cabeça e poucos na terra próxima à tumba.

Para Mitchell, essa é uma forte evidência de que os ovos são resultados de uma infecção que o monarca teve no fim da vida, e não de uma contaminação externa do solo, como o despejo de lixo anos mais tarde na área. “Nossos resultados mostram que Ricardo estava infectado com vermes em seu intestino”, explica o pesquisador. “Esperávamos que os nobres daquela época comessem carne, como bovina, suína e a de peixe regularmente, mas não havia nenhuma evidência, até então, de lombrigas ou tênias na alimentação da realeza. Isto sugere que se a comida tivesse sido completamente cozida teria impedido a transmissão desses parasitas.”

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*