Performancing Metrics

Conferindo o que ‘rolou’ durante o IV ER/SBN – Londrina

Nos dias 23 e 24 de outubro p.p., em Londrina (PR), a Universidade Estadual de Londrina (UEL) sediou o IV Encontro Regional da Sociedade Brasileira de Nematologia – Paraná, sob a coordenação da Profa Débora C. Santiago (UEL) e da Dra Neucimara R. Ribeiro (GDM Seeds), promovido pela SBN em parceria com a UEL (Departamento de Agronomia), Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), Universidade Estadual de Maringá (UEM) e GDM Seeds, com apoio da Adama Brasil e Ballagro Agrotecnologia. Contou com 38 participantes, incluindo-se professores, estudantes de pós-graduação, pesquisadores e profissionais da UEL, UEM, UENF, UNIPAR, UNOPAR, IAPAR, Embrapa-Soja, MAPA, Epamig, Coodetec, Adama Brasil, Ballagro Agrotecnologia, Bayer Crop Science, GDM-Seeds, Monsanto e NemaBrasil.

O objetivo foi o de propiciar reflexão sobre assuntos relacionados à área de Nematologia no estado do Paraná, com tempo reservado para os participantes se conhecerem e interagirem com a SBN. Alguns temas discutidos foram: i) o status do ensino de Nematologia nos cursos de Agronomia do Paraná, bem como as condições trabalhistas e as limitações de infra-estrutura enfrentadas pelos professores que lecionam nas escolas particulares; ii) os problemas enfrentados pelos pesquisadores paranaenses para obter apoio da Fundação Araucária, e novas opções de financiamento via CNPq; iii) a alta diversidade (pouca padronização) de métodos empregados por nematologistas brasileiros em avaliações de genótipos, produtos fitossanitários etc, dificultando a comparação de dados, as discussões de resultados e os avanços nos estudos sobre problemas nematológicos nas principais culturas agrícolas; e iv) a falta de padronização e, em alguns casos, baixa qualidade, dos serviços prestados por laboratórios de análise nematológica (públicos e privados) que não são credenciados junto ao MAPA, com falhas na estrutura física, na capacitação do corpo técnico, na emissão de laudos e/ou na assessoria dispensada aos agricultores e nos métodos de extração de nematoides empregados. Na área científica, discutiram-se: i) a conveniência de se abandonar o uso de “raças de hospedeiros” nos estudos com nematoides de galhas; e ii) a variabilidade hoje observada nas populações de nematoides de cistos no Paraná.

Na sessão final do Encontro, os participantes deliberaram ações práticas para atacar algumas dos problemas levantados: i) formou-se um grupo de discussão formado pelas nematologistas Débora Santiago, Andressa Machado e Neucimara Ribeiro, além de Kércya Simões, que levantará junto ao MAPA a legislação que rege os laboratórios credenciados pelo MAPA e os não-credenciados. Este levantamento será o pontapé inicial para que, após o CBN 2015, iniciem-se discussões sobre

os aspectos (estrutura física, capacitação técnica etc) que devam ser temas de uma normatização dos laboratórios não-credenciados pelo MAPA. Destacou-se que uma futura normatização deve ater-se a aspectos mínimos ideais para o funcionamento dos laboratórios, não havendo excesso de itens ou exigências que inviabilizem a regularização dos laboratórios públicos ou privados, o que os levaria a manter-se à margem das melhorias exigidas futuramente pelo MAPA; ii) programação de um mini-curso de capacitação de professores de Nematologia do Paraná, no segundo semestre de 2015; iii) sugestão à Diretoria da SBN de preparo de publicação (tipo Manual) com indicação de metodologias testadas e validadas experimentalmente à condução de screenings, testes de produtos etc.; iv) previsão de um novo Encontro Regional da SBN – Paraná no segundo semestre de 2015; v) sugestão de estudo sobre a viabilidade de criação de banco de dados que unifique os subsídios contidos nos inúmeros levantamentos de ocorrência de fitonematoides já publicados no Brasil, devido à dispersão desses dados em diversos tipos de publicação, dificultando a visualização por empresas, pesquisadores etc.

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*