Performancing Metrics

MT: João Flavio fala dos nematoides em algodoeiro

O ataque pelo nematoide de galha Meloidogyne incognita vem se constituindo em um dos principais fatores responsáveis pela redução da produtividade do algodoeiro em Mato Grosso. Além disso, a cultura sofre ainda com a compactação do solo, que registra uma resistência à penetração radicular a partir da camada de 10 a 20 cm do solo. As informações resultam de pesquisa desenvolvida pela Embrapa e pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt). De joaoflavioacordo com os dados levantados, como acentuado pelo pesquisador e chefe geral da Embrapa Agrossilvipastoril, Dr. João Flavio Veloso e Silva (foto), verifica-se um aumento na incidência de nematoides nas lavouras se comparados aos números coletados há dez anos.

As duas espécies de nematoides com maiores distribuições em MT são Pratylenchus brachyurus (nematoide das lesões radiculares), presente em 96% das amostras, e Meloidogyne incognita, encontrado em 23% das áreas analisadas. Também foram observadas Rotylenchulus reniformis (nematoide reniforme) e Heterodera glycines (nematoide de cisto da soja), mas em menores proporções.

De acordo com o estudo, apesar de estar presente na maior parte das lavouras, P. brachyurus não parece ter relação com a queda na produtividade do algodoeiro. Por outro lado, M. incognita está fortemente relacionado à baixa produtividade, sobretudo se a incidência do nematoide se dá em áreas de solo compactado. “São causas independentes. Não é sempre que se tem compactação e nematoides. Mas, sempre que ocorrem compactação do solo e presença de Meloidogyne, os danos são maiores. São fatores aditivos. A planta tem pouco volume de solo para explorar e o nematoide ataca intensamente as raízes naquela área”, explica João Flávio (adaptado de texto de Leonardo Gottems).

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*