Performancing Metrics

Espanha: a luta contra o nematoide do pinheiro.

O trabalho de Alejandro Beltran está em percorrer povoamentos de pinheiros na Espanha. Contando com moto-serra, machado, GPS e casteladiversos outros equipamentos, viaja dezenas de quilômetros diariamente por trilhas de florestas (foto) em busca de indícios que possam indicar a presença do nematoide do pinheiro (Bursaphelenchus xylophilus) na região de Castela e León. Seu trabalho consiste na verificação de que as florestas não estão contaminadas por este verme, cuja introdução mais provável se daria a partir de Portugal (onde chegou vindo da China), e que poderia acabar com os pinheiros locais. «Nosso trabalho desenvolve-se 90% nos povoamentos florestais sobre as montanhas, coletando amostras de árvores mortas e ainda sadias (= sem sintomas), com base num sistema de amostragem determinado antecipadamente no escritório» disse Alejandro González, um dos técnicos de campo da equipe.

As árvores amostradas, com sintomas claros de declínio ou já secas, no geral da espécie Pinus pinaster, são definidas durante vôos de castela2helicóptero sobre as florestas e segundo uma grade de amostragem baseada num Sistema de Informação Geográfica (SIG). Depois, no laboratório do Centro de Sanidade Florestal de Calabazanos (foto), essas amostras (e outras adicionais colhidas em serrarias, indústrias ou outros ambientes) são analisadas visando descartar ocorrência desta espécie e poder declarar a comunidade “livre do nematoide”, algo que se pretende alcançar em 2017. Para isso,

ainda há que se trabalhar arduamente até se completar um período de quarentena, previsto na legislação comunitária e estabelecido pela Comissão Europeia, de quatro anos sem novas detecções do nematoide. E isso porque em Castela e León, em dezembro de 2013, apareceu o primeiro e único caso positivo em uma floresta de pinheiro de um monte de Spiritus Sancti, possivelmente a partir de carregamento vindo por rodovia do vizinho Portugal. Para ler a reportagem completa original, clique aqui.

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*