Performancing Metrics

VII E.R. da SBN – MT: discussões produtivas e deliberações

7ERallinday2

No movimentado segundo dia do VII E.R. – Mato Grosso, segundo o relato resumido do Presidente Ricardo M. Souza, houve produtivas discussões e algumas deliberações relevantes foram tomadas, a saber: “i) o Prof. Paulo Afonso (UFMT em Barra do Garça) discorreu sobre as debilidades no ensino de Nematologia nas 14 escolas de Agronomia do MT. Após intensa discussão sobre a importância da melhor formação dos futuros agrônomos, deliberou-se que será redigida correspondência da SBN a todos os 14 coordenadores de curso destacando a urgência de se aumentar a carga horária de ensino de Nematologia. Tal correspondência será endossada por nematologistas atuantes em instituições públicas e privadas de pesquisa e assistência técnica do MT (Embrapa, Fundação MT, Aprosmat etc.), bem como por agrônomos consultores de várias empresas presentes às discussões do VII ER; ii)  será articulada pela SBN, a realização de um minicurso de atualização de professores de Nematologia do MT, similar ao minicurso a ser lecionado em breve pela nematologista Lilian Guimarães na UFRPE aos professores nordestinos; iii) o Prof. Mauro Costa (Univag) discorreu sobre as oportunidades e dificuldades de captação de recursos para pesquisa junto às instituições de fomento públicas e setoriais, que têm recursos oriundos dos próprios produtores e empresas sediadas no MT; iv) a agrônoma Tatiane Zambiasi, da empresa Agrolab, abordou as variações metodológicas observadas entre os laboratórios comerciais e de pesquisa em todo o Brasil, bem como a necessidade de se caminhar para uma padronização mínima dessas técnicas. As discussões seguintes abordaram também as crescentes exigências impostas pelo MAPA e INMETRO aos laboratórios credenciados; essas exigências têm resultado na desistência da maioria deles em se manter credenciados; v) debateu-se, também, a viabilidade de os nematologistas brasileiros prepararem, sob os auspícios da SBN, o esboço de uma normatização mínima para o funcionamento de laboratórios de diagnose nematológica. Nesse aspecto, deliberou-se que a Profa. Maria Amélia dos Santos (U.F. Uberlândia) apresentará proposta de padronização de métodos básicos de processamento de amostras em sua palestra no próximo CBN (Londrina). Esta proposta deverá ser baseada em estudos prévios, muitas vezes já publicados mas esquecidos, que definiram parâmetros básicos nos procedimentos laboratoriais.  Após o CBN, a SBN fará divulgar esta proposta entre todos os laboratórios de análises nematológicas, sem entretanto endossar oficialmente a padronização proposta; e vi) por fim, Rafael Galbieri (IMA-MT) abordou diferentes aspectos do manejo de fitonematoides e propôs a formação de uma rede de nematologistas do MT visando à elaboração de um projeto de pesquisa conjunto para melhor captação de recursos e eficiência dos trabalhos. A colega Tatiane Zambiasi voluntariou-se, então, como facilitadora inicial deste grupo, que já marcou uma primeira reunião de discussão de temas para projetos de pesquisa conjuntos, agendada para 10 de julho p.f., em Primavera do Leste“.

Aproveitamos para parabenizar os organizadores deste VII Encontro Regional – MT, mais um que se mostra exitoso e evidencia o dinamismo hoje característico dos nematologistas brasileiros e da SBN.

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*