Performancing Metrics

RS: Fernando Baida dá o recado em Dia de Campo

Um problema que vem crescendo no Brasil e reduz a produtividade de várias culturas, especialmente da soja, preocupa produtores e pesquisadores: a alta incidência de nematoides. De identificação nem sempre fácil, comprometem o sistema radicular da planta e podem fbaidaocasionar perdas de 30% a 100%. A situação é mais grave na sojicultura do Mato Grosso, mas no Rio Grande do Sul os nematoides também se alastram, e muito, pelas lavouras.
O alerta é do Dr. Fernando Cesar Baida (foto), da empresa NemaBrasil, que no último dia 14 proferiu palestra durante Dia de Campo em Não-Me-Toque – RS, na propriedade do Sr Markus Schmiedt. Participaram produtores e técnicos da Cotrijal e representantes das cooperativas Cotrisal e Coagrisol.
Além de informações sobre como manter reduzida a população de nematoides, já que não é possível eliminá-los das lavouras, os produtores puderam observar a campo a importância do tratamento de sementes. “Foi muito importante, especialmente pela clareza com que o palestrante abordou o assunto. Embora aparentemente ainda não tenhamos problemas, pois compramos toda semente já tratada, vamos ficar alertas”, disse Emanuel Nienow, presente ao evento.
Para o associado Zenir N. Doneda, de Mantiqueira, Não-Me-Toque, quanto mais informação, melhor. Ele já detectou a presença de nematoides em sua lavoura, mas sem grandes perdas. “É muito bom participar desse tipo de atividade e continuar de olho na lavoura e usando a melhor tecnologia”, afirmou.Nematoides podem comprometer até 100% da lavoura
Segundo Juliano Recalcatti, gerente de Produção Vegetal da Cotrijal, o Dia de Campo  foi uma ação visando alertar para a necessidade de o produtor estar atento ao problema dos nematoides. “O controle exige proatividade e estamos mostrando aqui as soluções oferecidas pela cooperativa e a forma como vamos trabalhar o tratamento de sementes”.
Fernando Baida explica que os nematoides são pequenos vermes que vivem no solo e atacam as raízes das plantas destruindo-lhes o sistema de absorção de água e nutrientes e, dessa forma, comprometendo o desenvolvimento de culturas como a soja, por exemplo. Não é possível erradicar este parasita, entretanto alguns procedimentos ajudam a minimizar o problema: i) usar sementes de qualidade, oriundas de campos registrados, beneficiadas da maneira correta, tratadas visando ao controle de nematoides e com carga genética que leve à boa formação de plantas; ii) rotação de culturas; iii) se possível, utilizar plantas antagonistas a nematoides durante a entressafra, como crotalárias. [excerto de matéria reproduzida do site Agrolink -19/01/16]

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*