Performancing Metrics

Cresce a participação de mulheres na pesquisa !

Interessante matéria recém-publicada (de D. Mariani, V. Ostetti e R. Almeida) trazendo compilação de dados da UNESCO e de publicação da Elsevier intitulada “Gender in the Global Research Landscape” dá conta de que a participação de mulheres na pesquisa científica vem crescendo em todo o mundo, embora haja variações em função do país e da área do conhecimento considerados. Clique nas imagens acima e abaixo para ampliá-las e conferir os valores aferidos para quatro variáveis relevantes dentro do levantamento, atentando ao fato de uma delas se referir apenas ao Brasil. 

Como se vê, entre os países destacados nas figuras, estão o Brasil e Portugal. Em todos os países mencionados, na comparação entre os períodos 1996-2000 e 2011-2015, houve evolução na proporção de mulheres pesquisadoras. Para o período 2011-2015, em relação ao número médio de artigos publicados por pesquisador verificou-se certo predomínio para o gênero masculino, exceto no Japão; já para o impacto dos artigos publicados, observou-se grande equilíbrio entre os dois gêneros, com mínimas vantagens aos homens, exceto nos EUA e Reino Unido.

Em termos de Brasil, há dados percentuais de pesquisadores por gênero para uma série de áreas científicas, com notório equilíbrio geral entre os valores; ainda assim, realçam os dados de dominância masculina para certas áreas como as engenharias, matemática, física, ciência da computação e economia, em contraste com a vantagem feminina em enfermagem, psicologia, odontologia, farmácia, medicina e microbiologia.

Afinal, e você o que pensa: “o mundo é mesmo das mulheres“?

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*