Performancing Metrics

Taxonomia integrativa: valor evidenciado em Meloidogyne !

 

Artigo recém-publicado (março/2017) de autoria de T. Janssen, G. Karssen, O. Topalovic, D. Coyne & W. Bert sob o título “Integrative taxonomy of root-knot nematodes reveals multiple independent origins of mitotic parthenogenesis” vem reforçar a já propalada pertinência de utilização da chamada taxonomia integrativa nos estudos relativos à taxonomia e filogenia de fitonematoides. No caso, a pesquisa se referiu a Meloidogyne, o mais importante gênero de nematoides parasitas de plantas do mundo (root-knot nematodes), envolvendo comparação entre algumas espécies daninhas a cafeeiros ocorrentes na África baseada em análise de populações pela integração de diferentes métodos (morfológico/ morfométrico; citogenético; bioquímico e molecular).

A investigação, a partir do exame acurado de dados moleculares (sequências de DNA mitocondrial e ribossômico), bioquímicos (eletroforese) e citogenéticos associados aos de características morfológicas/morfométricas de fêmeas, machos e juvenis J2 examinados sob microscopia de luz e ao microscópio de varredura (SEM) possibilitou o estabelecimento de conclusões relevantes, como as sinonímias entre espécies já tradicionais, como M. decalineata e M. oteifae, com M. africana. Também sob o aspecto filogenético houve novidades, verificando-se que, na verdade, M. africana não se acomodava em nenhuma das três clades maiores, mas sim em um grupo à parte (imagem acima) – com M. coffeicola, M. ichinohei e M. camelliae – e que se trata de espécie polífaga, com muitas plantas hospedeiras, e não oligófaga, como se pensava anteriormente.

A cada ano, vai se reforçando a tendência crescente de aplicação da taxonomia integrativa nos estudos taxonômicos que tratam de nematoides, fitoparasitas ou de vida livre, e esse interessante e oportuno artigo, por respeitar aos nematoides de galha, em boa hora vem corroborar tal fato.  

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*