Performancing Metrics

VÍDEO NOVO: a intimidade de Pelodera devassada.

Nematoides rabditídeos, como os do gênero Pelodera, possuem como hábito alimentar a bacteriofagia. Espécies como P. strongyloides são comuns em matéria orgânica em decomposição, onde proliferam e no geral passam despercebidas. Raramente, todavia, pode ocorrer de um estádio juvenil invadir tecido cutâneo de mamíferos – cães, porcos e até humanos – vindo a provocar dermatite. 

No vídeo abaixo, produção original do IWF alemão, da década de 1960 (!), alguns aspectos reprodutivos estão bem ilustrados, como a atração sexual e o acasalamento, podendo-se observar como certas estruturas das quais muito se ouve falar – como a bolsa de cópula e os espículos do macho – funcionam eficazmente. A docentes, técnicos e estudantes, para assistir, entender, aprender e não mais esquecer. Confira! Uma sequência dessa filmagem, com aspectos posteriores ao acasalamento (embriogênese e outros), está sendo montada e deverá ser apresentada oportunamente.

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*