Performancing Metrics

Redação Científica: a 4ª edição do curso e reflexões

Neste dia 22/11, encerra-se em Goiânia, o 4º Curso de Redação Científica, mais uma promoção vitoriosa da SBN, agora em conjunto com a Universidade Federal de Goiás. No segundo dia de atividades (21/11), os participantes “puseram as mãos na massa”, recorrendo aos seus notebooks (foto abaixo) para aplicar os ensinamentos do Dr. Gilson Volpato passados durante as preleções teóricas e discussões ocorridas no primeiro dia.

Com a realização do 4º Curso de Redação Científica na Universidade Federal de Goiás nesta semana, encerra-se ciclo virtuoso no âmbito da Sociedade Brasileira de Nematologia (SBN). Foram quatro edições muito bem sucedidas em termos de demanda pelo público e com plena aprovação do conteúdo e forma de condução do evento. Após as três primeiras edições, em Recife/PE, Londrina/PR e Viçosa/MG, com organizações locais a cargo dos colegas de entidade, Drs. Lilian Margarete P. Guimarães, Andressa C. Zamboni Machado/Santino A. da Silva e Dalila de S. Buonicontro, respectivamente, contou a SBN com a inestimável cooperação dos Drs. Caio M. Monteiro e Everton K. K. Fernandes da UFG para a coordenação das atividades preparatórias desta quarta e última edição. A todos, vistos na fotomontagem abaixo da esquerda para a direita, o mais vivo agradecimento da SBN pela dedicação e eficiência. 

Resultado de imagem para lilian margarete paes guimarãesResultado de imagem para andressa cristina zamboni machadoResultado de imagem para santino aleandroResultado de imagem para dalila seni buonicontro

Também ao Prof. Dr. Gilson Volpato, que se dispôs a colaborar com a SBN desde o início e não hesitou em buscar espaços na sua agenda para poder ministrar as quatro edições do curso, sempre com muita competência e entusiasmo, ficam aqui consignados os melhores agradecimentos da nossa entidade.

Este momento se afigura oportuno para que algumas reflexões sejam feitas, baseadas nas observações e percepções do Presidente da SBN, que esteve presente nas quatro edições do evento. Com a palavra o Dr. Ricardo M Souza:

Caros colegas, ao concluirmos o quarto curso de redação científica patrocinado pela SBN, me ocorreu destacar a motivação e o alcance desta iniciativa da nossa entidade. Em especial, para estudantes e jovens nematologistas, me ocorreu fazer as seguintes perguntas: o que a Nematologia tem a ver com as diversas instituições de pesquisa brasileiras? E com o financiamento público/privado da pesquisa científica? O que a Nematologia tem a ver com produtividade científica? E a SBN com tudo isto?

Pós-graduandos e jovens nematologistas têm vivenciado o que parece ser uma “marolinha” causada pela crise econômica/política atual: encurtamento de tempo de bolsa; falta de recursos para pesquisa; pressão constante para maior produção; e incerteza sobre o futuro profissional. Entretanto, há indícios de que a marolinha não irá passar; ao contrário, as instituições públicas de pesquisa sofrerão ventos fortes nos próximos anos. A Nematologia não está só neste processo, que está impactando todas as áreas científicas do país.

Neste cenário, é de todo recomendável que a SBN passe a atuar como uma entidade científica, sem deixar de ser uma entidade nematológica. O curso de redação científica aponta para esta direção. Neste curso, o Prof. Gilson Volpato abordou diversas questões relacionadas à elaboração de um projeto de pesquisa, sua execução, análise e interpretação. Tudo isto como base para uma melhor redação científica, que é fundamental para o pesquisador (“publish or perish…”).

Para mais de 350 participantes, o curso foi a primeira oportunidade de frear o corre-corre diário de dissertação/tese/aulas para refletir sobre a sua própria vida acadêmica; como ser mais produtivo e eficiente; como evitar que escrever uma dissertação/tese se torne a pior experiência de um pós-graduando; e como fazer para produzir um artigo que será publicado em um bom periódico…

A Ciência brasileira precisa dar um salto de qualidade nos próximos anos, ou no futuro comentaremos que, após perdermos a corrida com a Coréia do Sul, perdemos também a corrida com X, Y ou Z (não citarei exemplos para não ofender nacionalidades). A SBN deve investir no nosso salto de qualidade, capacitando estudantes e jovens nematologistas. Isto nos fará uma entidade plenamente científica, além de nematológica. Um abraço.

Resultado de imagem para sociedade brasileira de nematologia

Você pode receber todas as mensagens assinando nosso RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta, ou voltar para a página principal.
Deixar uma resposta

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*