Performancing Metrics

Arquivos para a categoria »Sem categoria «

Disponível manual sobre manejo de nemas em soja

mansoj02

A Embrapa vem de disponibilizar manual ilustrado sobre o manejo de fitonematoides na cultura da soja, com ênfase ao estado do Mato Grosso do Sul. De autoria de José Fernando Jurca Grigolli (Fundação Mato Grosso) e do colega de SBN Guilherme Lafourcade Asmus (Embrapa Agropecuária Oeste), a publicação é bem recente e trata com objetividade das principais nematoses ocorrentes na sojicultura, destacando as ações de controle que mais eficácia têm demonstrado na prática nos últimos anos. De parabéns a Embrapa e os autores do texto pelo lançamento, que vem contribuir à divulgação de assunto da maior relevância no âmbito do Agronegócio brasileiro. Para acessar e salvar o PDF, clique aqui !

mansoj

Fala Presidente: fato relevante aos membros da SBN !

Caros sócios,
como informado recentemente no SBN News, a nossa entidade precisa adaptar o seu estatuto ao Código Civil e às exigências dos cartórios. Isto será fundamental para que se possa dar sequência à regularização legal da SBN iniciada em 2013. Portanto, na Assembleia Geral em Londrina, será discutida a proposta de estatuto – clique aqui para ver o texto em PDF – que foi elaborada com assessoria advocatícia.
O novo estatuto modifica ligeiramente a administração da entidade, rictalkscria o Conselho Fiscal, estabelece controle mais acurado dos recursos, cria quóruns mínimos para várias situações, dá algumas instruções sobre os nossos congressos e trata de outros aspectos. Naturalmente, foram mantidos os objetivos e a dinâmica própria da SBN, enquanto entidade científica.  A proposta de estatuto tem 67 artigos e 31 páginas. É, portanto, um documento relativamente longo. Neste processo, quatro itens serão importantíssimos:
a) que haja maciça presença dos sócios à Assembleia Geral. O cartório em Piracicaba irá conferir a lista de presença e se não houver a assinatura de pelo menos 1/3 dos sócios (cerca de 70 pessoas) o cartório não registrará o novo estatuto. Isto nos obrigará a nova tentativa no CBN de 2016, o que seria péssimo para a SBN;
b) que os sócios leiam o estatuto antes da Assembleia. Não haverá tempo para a leitura da proposta porque a pauta está bem longa. A mesa irá perguntar se há dúvidas ou propostas para os diferentes capítulos, discutindo-se e votando-se apenas os destaques (propostas). Não havendo propostas alternativas, os diferentes capítulos serão aprovados em conjunto;
c) a proposta ora apresentada prevê que, dos 6 assentos no Conselho Consultivo, 2 serão designados para estudantes. Se esta proposta for aprovada, logo a seguir teremos que eleger tais estudantes, pois haverá a eleição da nova Diretoria da SBN para o triênio 2016-2019. Como se vê na proposta, o Conselho Consultivo tem grande importância na discussão das iniciativas da SBN, e devem se candidatar pessoas (profissionais e estudantes) que efetivamente queiram discutir ideias, posicionar-se sobre temas colocados pela Presidência etc. Profissionais e estudantes com esta disposição devem, portanto, amadurecer a ideia de se candidatarem para compor o Conselho Consultivo;
d) por força do Código Civil, elegeremos 2 sócios (estudantes ou profissionais) para compor o Conselho Fiscal. Peço que leiam as atribuições deste Conselho na proposta e reflitam sobre as suas candidaturas. Haverá necessidade também de ter-se um nome para servir como 2º Tesoureiro.
Um abraço a todos,
                                                                                                                                                Prof. Ricardo M Souza
Presidente da SBN 2013-2016

Fala Presidente: Ricardo dá recado aos estudantes/’kids’

Caros ‘kids’,

durante o CBN de Cuiabá (2013), promovemos uma reunião com os estudantes e jovens nematologistas. Em Londrina, haverá uma segunda reunião da ‘SBN Kids’, na terça-feira (16/6), de 14 às 15:30 hs.  Além de tirarmos as suas dúvidas sobre para que serve e como funciona a SBN, os congressos etc., eu gostaria de propor aos pós-graduandos (mestrado e doutorado) uma parceria no sentido de  desenvolvermos um projeto de pesquisa no estilo “citizen science”

.

 

                   

 

Mas o que é “citizen science”? É um estilo de pesquisa científica no qual a coleta e análise de dados é feita por muitas pessoas, agilizando os trabalhos e enriquecendo a interpretação dos resultados, pois muitas pessoas participam das discussões. Este estilo tem sido usado para se mapear a ocorrência de pássaros migratórios, cometas e asteroides, entre outros. Em tais exemplos, a “citizen science” engaja ornitólogos e astrônomos amadores para participar da pesquisa, sob a supervisão de especialistas.

O que proponho aos pós-graduandos é algo semelhante:  um projeto “citizen science” para mapear e analisar justamente o que vocês estão vivenciando: o ensino de Nematologia ao nível de pós-graduação em todo o Brasil.

A SBN é uma entidade científica, portanto o ensino de Nematologia é super importante para nós brasileiros. No entanto, ninguém sabe em quantas Universidades e IFs, cursos e programas a Nematologia é ensinada ao nível de pós-graduação! Como são as ementas e a cargas horárias? O que pensam os agrônomos/biólogos recém-formados quando decidem cursar a pós-graduação e estão matriculados em disciplinas de Nematologia? E o que pensam os pós-graduandos ao terminarem os seus cursos? Para onde vão os mestres e doutores após concluírem os seus estudos? Quantos conseguem ficar na pesquisa e quantos se encaminham para o ensino, órgãos públicos não relacionados à pesquisa ou iniciativa privada? Será que para a maioria valeu a pena estudar mais 6 a 8 anos, ou teria sido melhor ir direto para o mercado de trabalho, ou só fazer o mestrado? A pós-graduação prepara os estudantes para a iniciativa privada, o empreendedorismo, ou apenas formamos cientistas “funcionários públicos”?  É certo a formação dos pós-graduandos depender tanto das ideias do orientador, que normalmente se graduou há vários anos ou décadas, quando o Brasil e o mundo “eram outros”? O que pensam os orientadores sobre isto e muitos outros temas?

Respostas para essas e outras questões podem ser obtidas mais facilmente pelos próprios pós-graduandos,rictalks organizados em grupos por regiões e tarefas, e discutindo os resultados obtidos para a preparação de um artigo a ser publicado em Nematoda. Será um trabalho importantíssimo para a Nematologia no Brasil e inédito em todo o mundo! Grato pela atenção. Pensem a respeito. Vejo vocês na reunião!

Ricardo M. Souza / Presidente da SBN 2013-2016