Performancing Metrics

Tag-Archive for » Andressa Machado «

Patrícia M. Marini: novo doutorado “nematológico”!

No último dia 02 de maio, na Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus  de Botucatu, Patrícia Meirieli Marini defendeu tese de doutorado intitulada “ESTUDO DA INTERAÇÃO ENTRE AVEIA BRANCA E Meloidogyne incognita: PATOGENICIDADE E EXPRESSÃO GÊNICA DIFERENCIAL”, desenvolvida sob orientação da Drª. Silvia Renata Siciliano Wilcken (UNESP/Botucatu) e co-orientação da Drª. Andressa Cristina Z. Machado e colaboração do Dr. Juarez Pires Thomaz (ambos do IAPAR/Londrina), na qual estudou a relação entre cultivares de aveia branca, contrastantes na sua reação de hospedeiro a M. incognita, sob densidades iniciais crescentes de inóculo e, posteriormente, por meio da sua regulação gênica.

Compuseram a banca examinadora, com a Co-orientadora Drª. Andressa, os Drs. Klever Marcio Antunes Arruda (IAPAR), Neucimara Rodrigues Ribeiro (GDM Seeds), Renati Krause e Adriana Zanin Kronka (ambas da UNESP/Botucatu), vistos na foto acima ladeando a doutoranda.

Em sua apresentação, Patrícia destacou que “esse projeto nasceu de um teste de fenotipagem de genótipos”. A partir de então, desenvolveu seu projeto de mestrado e, agora, concluiu o doutorado, avançando e buscando novas informações que contribuam ao entendimento da relação compatível/incompatível dessa importante espécie de nematoide com as cultivares de aveia utilizadas.

Nossos parabéns à recém-doutora Patrícia e aos pesquisadores que a supervisionaram na condução do estudo desenvolvido (vistos na fotomontagem acima), pelo importante suporte oferecido, tão necessário nessa etapa da formação profissional dos nossos kids. Esperamos que os resultados da tese possam estar disponíveis em breve a toda a comunidade dos nematologistas. [SAS]

Temporada aberta: agora a defesa de Lucas Arita!

Os meses de janeiro a março costumam ser marcados por uma sucessão de defesas de dissertações e teses acadêmicas com temas sobre Nematologia. De diversas IES do Brasil, chegam notícias de tais eventos, sempre saudados pela comunidade nematológica nacional por representarem o ingresso de novos recursos humanos treinados e mais qualificados ao cumprimento de trajetória profissional dentro da especialidade.

Agora foi a vez, em 25 de janeiro p.p., de Lucas Y. Arita – orientado da colega Dra. Andressa C. Z. Machado e vinculado há tempos ao laboratório de Nematologia do IAPAR/Londrina – defender com sucesso a sua dissertação de mestrado “Manejo químico e biológico de Meloidogyne paranaensis em café”, em sessão que contou com as participações dos Drs. Neucimara R. Ribeiro (nematologista da GDM Seeds) e Gustavo H. Sera (conhecido especialista em melhoramento do cafeeiro do IAPAR) compondo a banca examinadora ao lado da orientadora. Todos aparecem na foto acima.

Parabenizamos o novo Mestre, Lucas, e seus familiares pela presente conquista. Que a estrada nematológica continue a ser trilhada em sua carreira. À Andressa e ao IAPAR os cumprimentos por terem possibilitado a formação dessa bem sucedida parceria. Em breve, o PDF do trabalho estará inserido em nosso Banco de Teses. Vai, Nematologia !

Cursos, minicursos, palestras … : haja fôlego e agenda !

Nem bem terminou o congresso do qual participam anualmente, este ano em Vitória (ES) no início de julho, e vários nematologistas de ofício já retomaram os cursos de suas agendas e o cumprimento dos muitos compromissos assumidos, sempre em prol da difusão de maior conhecimento sobre os problemas causados pelos nematoides em diferentes culturas de importância econômica. Foram exemplos, Débora C. Santiago (UEL-PR) no dia 12 de julho em Ciudad del Este (Paraguai) e Andressa C. Z. Machado (IAPAR), Elderson Ruthers (Fundação ABC), Pedro L. M. Soares (UNESP-Jaboticabal) e Julio C. Franchini dos Santos (EMBRAPA) em 3 de agosto na cidade de Ponta Grossa (PR), todos ministrando palestras sobre aspectos das Fitonematoses da Soja em dois eventos ligados a essa que é uma das mais destacadas culturas do Agronegócio brasileiro. Já, Claudia R. Dias-Arieira (UEM), em 4 de agosto, tratou do manejo de fitonematoides na bananicultura do litoral paranaense, em encontro técnico promovido pela Emater em Guaratuba (ver fotomontagem).

De outra parte, aproveitando mês de férias escolares, Sandra R. V. L. Maranhão, com a colaboração do doutorando A. D. Sousa, ambos do Programa de PG em Fitopatologia da UFRPE, ministraram curso rápido sobre “Técnicas rotineiras para a diagnose de fitonematoses” a alunos graduandos do curso de Agronomia da Instituição (foto).

Parabéns a todos pelo dinamismo e entusiasmo. Haja fôlego e agenda para isso tudo, pois a Nematologia não para!