Performancing Metrics

Tag-Archive for » controle biológico «

Controle Biológico: gigante Koppert adquire a BUG !

Vivendo seu melhor momento em todo o mundo, a área de Controle Biológico tem se expandido significativamente também no Brasil na última década, embora ainda algo distante de alcançar os índices observados em alguns outros países. Uma das empresas nacionais pioneiras no setor e que cresceu em anos recentes obtendo boa visibilidade no mercado, com produtos destinados principalmente ao biocontrole de certas espécies de insetos tidos como pragas agrícolas (lepidópteros e hemípteros), foi a BUG Agentes Biológicos, sediada em Piracicaba/SP e com unidade industrial na localidade próxima de Charqueada. Pois a novidade bem recente é que a gigante holandesa Koppert vem de adquirir a BUG, ampliando assim seu portfolio, sua capacidade de atuação e a já expressiva fatia do mercado nacional de bioprodutos que ocupava. Para participar da relevante aquisição, o Presidente Mundial da Empresa, Dr. Paul Koppert, esteve em Piracicaba e aparece na foto acima junto aos sócios-fundadores da BUG. É o Controle Biológico mostrando sua pujança crescente no Brasil, seja para o manejo de pragas, patógenos (nematoides, inclusive) e plantas daninhas de interesse ao Agronegócio. [ilustração obtida do periódico Gazeta de Piracicaba, de 27/12/2017].

NEPs e nematologistas no 15º Siconbiol – 2017

Encerra-se hoje, em Ribeirão Preto (SP), a 15ª edição do Siconbiol (4-8 de junho), evento já tradicional enfocando basicamente a temática do Controle Biológico no Manejo de Pragas e Agentes Causais de Doenças. Com satisfação, noticiamos a participação de vários nematologistas, do Brasil e do Exterior, em diferentes atividades constantes do programa científico. A destacar, a mesa-redonda que teve lugar na tarde de 6 de junho intitulada “Pesquisas básicas e aplicadas com nematoides entomopatogênicos (NEPs) para o controle biológico” (foto abaixo), coordenada pelo Dr. Luis Garrigós Leite (Instituto Biológico/Campinas) e que contou com participação dos Drs. Carlos Alberto Perez (Instituto Butantã/SP), Claudia Dolinski (Universidade Estadual do Norte Fluminense/RJ), Susete do Rocio Chiarello Penteado (Embrapa-Florestas/PR), Hans Alborn e David Shapiro-Ilan (ambos do USDA), vistos em momento relax na foto (exceto Susete) ao alto.

Além da mesa-redonda inteiramente dedicada aos NEPs, houve palestras de outros colegas nematologistas nos mini-simpósios sobre o biocontrole de pragas da cana-de-açúcar [Leila Luci Dinardo-Miranda (IAC/SP) e Luis G. Leite] e de doenças de plantas [Leandro Grassi de Freitas (UFViçosa/MG)]. Uma vez mais, a Nematologia dizendo “presente”! (Colaboração: Claudia Dolinski)

O biocontrole da vespa-da-madeira com nematoide!

Durante a década de 1990, um novo e  sério problema ao cultivo de Pinus no Sul do Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul, foi dado a conhecer com a introdução do inseto-praga conhecido vulgarmente como “vespa-da-madeira”, o himenóptero Sirex noctilio. Árvores atacadas tinham o tronco tomado por larvas em crescimento, bedclassque causavam grandes galerias depreciando muito a qualidade da madeira e, com certa frequência, levando as plantas à morte. A ameaça representada pela praga foi tal que um fundo para financiamento de pesquisas relacionadas ao seu controle foi criado em seguida. Felizmente, a ação de pesquisadores da Embrapa/ Florestas (Colombo/PR), como os colegas Edson T. Iede e Susete R. C. Penteado, permitiu que, em poucos anos, se conseguisse reproduzir no Brasil um modelo bem sucedido de biocontrole da praga – originalmente desenvolvido na Austrália pelo Dr. Robin Bedding (foto na imagem acima) –  com um nematoide chamado Deladenus siricidicola. Para entender melhor o assunto, há uma miniaula disponível neste site que trata dele em detalhes.

Embora o problema tenha se atenuado com o esquema de manejo da praga que passou a ser aplicado nos povoamentos do RS, em anos mais secos tem sido ainda observada incidência mais severa da vespa-da-madeira, com perdas por vezes elevadas. Isso ocorreu, por exemplo, na região de Lagoa Vermelha em 2012 e, na ocasião, a Emater cuidou de alertar e relembrar os silvicultores a respeito do uso do biocontrole com o nematoide, o que poderá ser verificado no vídeo ilustrativo acima. Confira !