Performancing Metrics

Tag-Archive for » Everaldo Lopes «

Livro Novo: Biocontrole de Nematoides com Pochonia !

A editora internacional Springer lançou no corrente ano um novo livro-texto sobre as perspectivas ao uso de Pochonia chlamydosporia no biocontrole de fitonematoides (capa, na foto), tendo como organizadores da obra os Drs. Rosa H. Manzanilla-López e Luis Vicente Lopez-Llorca. Trata-se de nova publicação multidisciplinar dividida em capítulos (n=18), sendo o inicial voltado a aspectos históricos do tema e o último dedicado à análise das perspectivas de emprego, em âmbito mundial, dessa ferramenta de biocontrole no manejo integrado de fitonematoides. Os 16 capítulos intermediários detalham os mais variados aspectos relativos a esse microrganismo, incluindo sistemática, biologia, interações entre o fungo e nematoides e muitos outros. Para todos os detalhes sobre o livro, inclusive custo para aquisição das versões online (total, ou de capítulos individuais) e impressa, clique aqui.

A destacar a participação de nematologistas brasileiros como autores, a exemplo do capítulo # 4 – “Interactions between Pochonia chlamydosporia and Nematodes” – dos colegas de SBN, Drs. Thalita Suelen Avelar Monteiro, Everaldo Antonio Lopes e Leandro Grassi de Freitas, além de Harry Charles Evans. A Dra. Rozane H. Curtis também é coautora de um dos capítulos, bem como o Prof. Leandro é co-responsável por aquele intitulado “Pochonia chlamydosporia Microbial Products to Manage Plant-Parasitic Nematodes: Case Studies from Cuba, Mexico and Brazil”. 

Com o crescimento muito significativo em todo o mundo no interesse pelo emprego de diferentes microrganismos no biocontrole de fitonematoides na última década em particular, inclusive no Brasil, a disponibilização de compêndios bem organizados como esse – sobre P. chlamydosporia – vem de encontro às expectativas de estudantes avançados, de profissionais envolvidos com assuntos fitossanitários, de produtores rurais e mesmo do público em geral. A conferir !  

Direto de Dundee, Everaldo Lopes falou conosco.

O Prof. Dr. Everaldo A. Lopes, docente/pesquisador do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Viçosa/Campus Rio Paranaíba e colega de SBN, iniciou recentemente programa de treinamento ao nível de pós-doutorado na Escócia, com projeto na especialidade de Fitonematologia. Aqui, ele nos fala objetivamente a respeito da experiência que passa a viver nessa temporada europeia.

Dr. Everaldo, ao qual projeto de pesquisa está vinculado o seu pós-doutorado aí na Escócia? R: Meu projeto se intitula “Nematoide de galhas em batateira: diagnose molecular das espécies e efeito da temperatura na interação planta-patógeno”, iniciado em agosto passado e a ser desenvolvido até julho de 2016 no James Everaldo LopesHutton Institute, localizado na cidade de Dundee. Minha supervisora é a Dra. Vivian C. Blok, conhecida especialista em Fitonematologia (na foto, Everaldo e seu filho estão ao lado da Dra. V. Blok). Recebi bolsa concedida pelo CNPq, através do programa ‘Ciência sem Fronteiras’.

Como foi a sua chegada em Dundee? R: As impressões iniciais foram ótimas, a começar pela calorosa recepção e cordialidade da minha supervisora, Dra. Vivian Blok, que tem nos ajudado muito desde a nossa chegada. A cidade de Dundee é bem tranquila e cosmopolita, abrigando duas universidades, com destaque para a University of Dundee, renomada nas áreas ciências da vida, além do The James Hutton Institute, onde desenvolvo o meu projeto.

Fale um pouco sobre o ambiente de trabalho e as suas expectativas pessoais quanto ao período de treinamento ora iniciado. R: Estou trabalhando no mesmo laboratório em que os colegas brasileiros Dr. Claudio Marcelo G. Oliveira e a Dra. Dalila Seni de Jesus fizeram seus respectivos treinamentos. Toda a equipe do laboratório é muito cordial e o ambiente é bastante propício para o desenvolvimento científico. Tive a oportunidade de conhecer e discutir o projeto com o Dr. Roy Neilson (ecologia de nematoides) e conto com a importante colaboração do Dr. David Roberts em relação aos protocolos de diagnose molecular, especialmente envolvendo PCR em tempo real. O Dr. John Jones, reconhecido nematologista com experiência em genômica e genética molecular de nematoides, também faz parte do grupo de pesquisa em que estou inserido. Já tive a oportunidade de conversar longamente com ele sobre Nematologia. Não tenho dúvidas que o meu crescimento pessoal e profissional será imenso apos esse período de treinamento. Espero gerar contribuições científicas relevantes ao final do projeto e consolidar o vínculo de colaboração com a equipe do The James Hutton Institute após retornar ao Brasil.