Performancing Metrics

Tag-Archive for » fator de reprodução «

O tão discutido e usado “Fator de Reprodução”: ei-lo !

O Fator de Reprodução, segundo Oostenbrink.

Considerável número de adeptos (pesquisadores e estudantes, principalmente) da Nematologia de Plantas já utilizou (ou ainda irá empregar) o chamado Fator de Reprodução (R) em alguns de seus estudos aplicados. Definido originalmente em publicação editada em 1966 (ver imagem abaixo), de autoria de Michel Oostenbrink, matemático/nematologista, passou a ser usado de forma cada vez mais ampla, sendo hoje generalizado o seu emprego e nem sempre com os cuidados devidos. Inclusive, grande parte de seus usuários sequer leu o trabalho original para conferir de que se tratava e as várias implicações que envolvem sua utilização de modo preciso. Por essa razão, e sendo artigo pouco acessível a muitos colegas lançado há mais de meio século, estamos anexando a este post arquivo PDF contendo excerto dele com as primeiras e principais páginas. Clique aqui para acessá-lo!

Trata-se de estudo mais matemático que nematológico na verdade, com formulação pelo autor de múltiplas situações hipotéticas a campo envolvendo diferentes gêneros de fitonematoides, destinadas a ilustrar os variados modelos de crescimento populacional e curvas reprodutivas ocorrentes em cada uma delas. O Fator de Reprodução (R = Pf/Pi), alvo de frequentes discussões entre nematologistas, deveria ser melhor entendido do que normalmente é, para que certas adaptações descabidas em seu emprego e algumas inferências indevidas não fossem mais inseridas em certos artigos publicados. A reprodução – aqui – do artigo original de Oostenbrink, em sua parte mais básica e relevante, tem justamente esse objetivo, o de propiciar a pessoas que hoje realizam pesquisas sobre fitonematoides de se familiarizarem melhor com o Fator de Reprodução e passarem a usá-lo com mais critério e maior embasamento técnico. Leiam, aprendam mais e utilizem o “R” com a adequada moderação, sem os exageros que por vezes se vê atualmente. Mas, continuem pesquisando e usando… (Colaboração: Andressa Machado)