Performancing Metrics

Tag-Archive for » IWF «

DOCENTES: um vídeo didático “mamão com açúcar”!

Os colegas nematologistas que acompanham o site da SBN e sua página no Facebook tiveram acesso – a partir de novembro de 2017 – a vários vídeos didáticos produzidos há várias décadas pelo IWF da Alemanha, sob a supervisão principalmente dos Drs. Urs Wyss e Ulrich Zunke. Tratavam do controle biológico de nematoides por fungos, de aspectos reprodutivos de nematoides de vida livre e de fitonematoides, do parasitismo de insetos por certos grupos de nematoides e de outros temas. De especial relevância, eram alguns que tratavam da caracterização dos mecanismos de fitoparasitismo por espécies de Xiphinema, Longidorus, Trichodorus, Pratylenchus e Tylenchorhynchus

A maioria tinha narração em alemão (alguns, em inglês) ou eram sem áudio. Embora muito bem realizados, por vezes resultavam longos e incluíam muitas repetições de imagens ou até de trechos. Em vista disso, para torná-los mais atraentes e úteis, realizamos a edição das imagens, adaptamos o roteiro inicial e adicionamos legendas em português a diversos deles, buscando assim oferecer aos nossos docentes (e estudantes) material didático ilustrativo desses importantes temas, adequado para uso em aulas, minicursos e eventos do tipo. Nessa linha, vimos disponibilizar aqui um dos mais interessantes, que trata do desenvolvimento e dos danos causados pelos nematoides de cistos à Agricultura, tendo Heterodera schachtii como modelo. Em menos de 15 minutos, são mostrados os mecanismos de formação dos machos e fêmeas, bem como a indução do tecido nutridor na raiz atacada pelo nematoide, dos quais resultam os prejuízos à cultura hospedeira. Para assistir, clique sobre a imagem abaixo.

Esperamos poder colocar ao alcance dos colegas nematologistas no Congresso Brasileiro de Nematologia /2018 de Bento Gonçalves/RS toda essa série de vídeos didáticos para copiarem, o que será ainda definido oportunamente. Por ora, conheçam mais sobre os nematoides de cistos !

Reprodução em Nematoides: uma vídeo-aula de presente !

Todos que estudam, lecionam ou gostam de ler e aprender sobre nematoides sabem que, por mais que os textos impressos e digitalizados sejam ricos em ilustrações e detalhados nos subsídios técnicos, obrigam o leitor a ficar imaginando como acontecem certos fatos e fenômenos. Pois é nessa hora que os vídeos têm importância indiscutível, possibilitando aos adeptos da Nematologia a plena visualização de tais fatos e fenômenos, exatamente como sucedem na natureza, testemunhando-os de modo a poder melhor confrontá-los com as descrições dos textos e, em especial, a não mais esquecê-los. 

Em consonância com tal visão, a SBN, através de seu site e de sua página no Facebook, passou nas últimas semanas a divulgar vídeos relativamente curtos, de não mais de cinco a dez minutos na maioria das vezes, cujos conteúdos são muito didáticos e permitem tanto a docentes como estudantes (G/PG) consolidarem conhecimento sobre certos assuntos nematológicos. São produções extraordinárias, pois se tratam no geral de filmagens realizadas ao microscópio há mais de meio século que conseguimos resgatar. Muitas vezes são livres para divulgação desde que se cite a instituição responsável por suas realizações (quase sempre o IWF alemão), mas, em alguns casos, há direitos autorais que precisam ser respeitados e requerem cuidados especiais ao se pretender utilizá-los.

Estou (LCFerraz) – em nome da SBN – prazerosamente inaugurando com este post essa etapa de apresentação de vídeos educativos nematológicos no site e na página do FB, de forma mais oficial, presenteando aqui os sócios em geral (docentes, estudantes, técnicos etc.) com um filme de 10 minutos, devidamente editado e legendado em português, que ilustra em detalhes como é a reprodução nos nematoides, usando a espécie Pelodera strongyloides, bacteriófaga e anfimítica, como modelo bem representativo de como se dá o processo na maioria dos nematoides, inclusive fitoparasitas. 

Você poderá: i) só assistir ao vídeo, fazendo-o direto e rápido pela página da SBN no Facebook; ou ii) acessar e eventualmente até baixar (se tiver interesse em tê-lo no seu acervo, para uso em aulas ou para estudar) o arquivo do filme (tem 29 Mb, por isso espere até carregar inteiro!) aqui pelo site. Neste último caso, bastará clicar aqui ! Pipoca, guaraná e boa sessão a todos!

VÍDEO NOVO: a intimidade de Pelodera devassada.

Nematoides rabditídeos, como os do gênero Pelodera, possuem como hábito alimentar a bacteriofagia. Espécies como P. strongyloides são comuns em matéria orgânica em decomposição, onde proliferam e no geral passam despercebidas. Raramente, todavia, pode ocorrer de um estádio juvenil invadir tecido cutâneo de mamíferos – cães, porcos e até humanos – vindo a provocar dermatite. 

No vídeo abaixo, produção original do IWF alemão, da década de 1960 (!), alguns aspectos reprodutivos estão bem ilustrados, como a atração sexual e o acasalamento, podendo-se observar como certas estruturas das quais muito se ouve falar – como a bolsa de cópula e os espículos do macho – funcionam eficazmente. A docentes, técnicos e estudantes, para assistir, entender, aprender e não mais esquecer. Confira! Uma sequência dessa filmagem, com aspectos posteriores ao acasalamento (embriogênese e outros), está sendo montada e deverá ser apresentada oportunamente.