Performancing Metrics

Tag-Archive for » Mara Rubia da Rocha «

E as defesas se sucedem: agora Goiás e Pernambuco!

Nova sequência de defesas de trabalhos acadêmicos sobre temas nematológicos teve lugar nos últimos dias de julho, desta feita envolvendo pós-graduandos da UFG (Univ. Fed. de Goiás) e da UFRPE (Univ. Fed. Rural de Pernambuco). Breves relatos e ilustrações estão apresentados a seguir. Confira !

No dia 30/07/2018,  houve a defesa de tese de doutorado de Victor Alves Ribeiro, discente do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas da UFG e orientado da Dra. Mara Rubia da Rocha, sendo seu trabalho intitulado “Desempenho de genótipos de algodoeiro quanto à reação ao nematoide de galhas”. Na foto ao alto, o candidato aparece junto aos membros da banca examinadora que o aprovou, tendo à sua direita a orientadora e os Drs. João Luis da Silva Filho (Embrapa Algodão) e Bruna Mendes de Oliveira (UFG), e à sua esquerda Murillo Lobo Junior (Embrapa Arroz e Feijão) e Jessica da Mata dos Santos Monteiro (Bolsista PNPD). 

Por outro lado, em Recife (PE), na UFRPE, no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, tiveram defesas bem sucedidas de dissertações as mestrandas Mariana Ferreira de Lima David (31/7), orientada da Dra. Lilian M. Paes Guimarães (“Caracterização enzimática e fisiológica de Setaria viridis e Portulaca oleracea em relação ao parasitismo de Meloidogyne spp.”) e Dayane Farias Lima (24/7), orientada da Dra. Elvira M. Régis Pedrosa (“Efeito da irrigação na distribuição espacial de nematoides em áreas cultivadas com cana-de-açúcar”), enquanto o doutorando Rezanio Martins Carvalho (27/7), também orientado da Dra. Lilian Guimarães, teve aprovada a sua tese “Fitonematoides x cana-de-açúcar: ocorrência populacional em áreas dos estados no Nordeste brasileiro e avaliação de piraclostrobina como indutor de resistência”.

Na fotomontagem acima, sempre da esquerda para a direita aparecem os participantes das defesas de Mariana (Dra. Elineide Souza/PPGF-UFRPE; Dra. Lilian Guimarães, Mariana David e Dr. Manoel Teixeira Souza Júnior, da Embrapa Agroenergia/Brasília e Professor de PG da Universidade Federal de Lavras), de Dayane (Dra. Thais Fernanda da Silva Vicente, Pós-doutoranda do Programa de Pós Graduação em Engenharia Agrícola-UFRPE, Dra. Elvira Pedrosa, Dayane, Dr. Ênio Farias França e Silva, Programa de PG em Engenharia Agrícola-UFRPE, Dr. Márcio Aurélio Lins dos Santos, Programa de PG em Agricultura e Ambiente – Univ. Federal de Alagoas) e de Rezanio (Dra. Andréa Baltar/Uninassau; Dra. Elvira Pedrosa – PPGF/UFRPE, Dra. Lilian Guimarães, Rezanio, Dra. Claudia Ulisses, Programa de PG em Botânica-UFRPE e Dr. André Ângelo Gomes PPGF/UFRPE).

Congratulamo-nos com todos os novos mestres e doutores, bem como suas respectivas orientadoras, e parabenizamos a UFG e UFRPE por terem patrocinado tais exitosas parcerias acadêmicas. O acervo fitonematológico fica enriquecido com essas quatro novas contribuições, que a comunidade nematológica espera ter logo ao alcance para consulta na forma de PDFs disponibilizados online. É a Nematologia em ritmo acelerado!

Segue o maio das defesas nematológicas: Monica Lau

No último dia 25 de maio, houve mais uma defesa de tese com tema nematológico. Agora foi a vez de Monica Lau da Silva Marques, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da UFG e orientada da Profa. Dra. Mara Rubia da Rocha. O trabalho acadêmico intitulou-se “Resistência de pimenteiras (Capsicum spp.) a Meloidogyne enterolobii“, tendo a candidata sido aprovada após a arguição realizada por banca examinadora constituída pelos Drs. Patrícia Guimarães Santos Melo (UFG), Jadir Borges Pinheiro (Embrapa Hortaliças), Jessica da Mata dos Santos Monteiro (Pós-Doutoranda na UFG) e Fernando Godinho Araújo (IF Goiano – Campus Urutaí), na foto a seu lado e da orientadora.

Dada a reconhecida importância econômica de M. enterolobii no País, e a sua relevância comprovada no parasitismo de hortaliças, o estudo conduzido reveste-se de evidente interesse e atualidade, em particular no que concerne ao manejo da espécie pelo cultivo de plantas resistentes. Por isso, aguarda-se, com a possível brevidade, a disponibilização online do PDF da tese para que os resultados obtidos na pesquisa possam ser incorporados, divulgados e utilizados pelos nematologistas em geral.

Desejamos à Monica, sucesso na continuidade de sua caminhada na Nematologia. Aos membros da banca examinadora e à orientadora, ficam os agradecimentos pela dedicação ao ensino, que é mister para o crescimento da pesquisa e avanço da ciência em nosso País.

UFG: nova defesa “nematológica” – Bruno L. Mendes

Ocorreu recentemente na Universidade Federal de Goiás (UFG) a defesa de mais um trabalho acadêmico – de Bruno Leonardo Mendes – tratando de tema fitonematológico. O candidato foi orientado pela Profa. Dra. Leila Garcês Araújo, co-orientado pela colega de SBN, Dra. Mara Rubia da Rocha, e a dissertação de mestrado intitulou-se “Biocontrole de Meloidogyne javanica por fungo micorrízico orquidoide (Waitea circinata) em tomateiro”. Participaram da banca examinadora, além da orientadora e co-orientadora, as Dras. Abadia dos Reis Nascimento e Valeria Oliveira Faleiro, esta última via Internet, aparecendo todas junto ao mestrando após a defesa.

Ao cumprimentarmos a todos – Instituição, mestrando Bruno e orientadora/co-orientadora – por mais essa parceria de trabalho bem sucedida, ficamos na expectativa de que os resultados obtidos na pesquisa, sobre tema de notória atualidade, possam logo estar ao alcance dos nematologistas em geral mediante disponibilização do PDF da dissertação para inserção em nosso Banco de Teses. Parabéns!