Performancing Metrics

Tag-Archive for » relatório técnico de Göldi «

Um “presentão” aos nematologistas (e nem é Natal …) !

Qualquer nematologista que se preze, estudante/kid ou profissional atuante, já ouviu falar – e muito – da excepcional publicação de Emílio A. Göldi (= Goeldi) datada de 1887, oficialmente lançada em 1892, um extenso documento técnico-científico intitulado “Relatório sobre a moléstia do cafeeiro no Estado do Rio de Janeiro” (ver foto anexa). Há pouco tempo, inclusive, tal publicação foi alvo de outro post inserido aqui no site da SBN. O valor atribuído a tal documento histórico não se limita  ao fato de que nele está contida a descrição original de Meloidogyne exigua, espécie-tipo do gênero que reúne as formas de nematoides mais prejudiciais à Agricultura em todo o mundo. Transcende muito a tal aspecto isolado.

O Dr. Göldi, em trabalho extenuante conduzido durante 1886 e 1887, durante o qual realizou muitas viagens (algumas, a cavalo!) a fazendas produtoras de café do interior do Rio de Janeiro, evidenciou grande descortino como pesquisador. Isso porque, ao lado de ter diagnosticado o mal e descoberto seu agente causal, foi capaz de reunir volumoso acervo de informações técnicas sobre o problema, que incluía desde correlações entre a ocorrência do nematoide com fatores abióticos e bióticos, descrição de possíveis variações na sintomatologia das plantas doentes e, principalmente, indicação de medidas de controle visando à redução das elevadas perdas causadas. Sim, há 130 anos, entre outras recomendações de manejo aos grandes cafeicultores do Norte Fluminense, então chamados “barões do café”, foi capaz de antever: i) a enorme relevância da formação correta de mudas, livres do nematoide, para a formação de novos cafezais; ii) a necessidade de se ocupar áreas recém-erradicadas de cafezais com outras culturas, mormente anuais, durante período de 5 a 6 anos, pelo menos, antes de se retomar o plantio de café em tais locais; e iii) os benefícios de se promover a incorporação de matéria orgânica ao solo das plantações como forma de aumentar a tolerância da cultura ao mal. Tais técnicas são até hoje preconizadas e aceitas como essenciais, embora, com frequência, continuem a ser simplesmente ignoradas – nos viveiros e no campo – por muitos produtores. 

Sua importância histórica foi tão grande que o Dr. Jonathan Eisenback (Virginia Politec. Institute), com a inestimável ajuda do Dr. Manuel M. Mota (Universidade de Évora), promoveu, há 15 anos, a sua divulgação internacional como texto traduzido ao inglês, disponibilizando-o em CD, comercializado pela empresa Mactode Publications (ver foto). Apesar dessa enorme relevância, por sua antiguidade, tratava-se de publicação quase inacessível aos nossos nematologistas, até via bibliotecas. Houve uma reedição dela, na forma impressa, por iniciativa elogiável do colega Dr. Romero M. de Moura na década de 1990, mas com tiragem bem limitada. Dizemos “tratava-se”, porque estamos prazerosamente tornando-a disponível, ou presenteando-a, aos usuários do site, na forma de arquivo PDF. Não perca essa oportunidade. Clique no link abaixo, aguarde o carregamento total do arquivo (= 20.8 Mb), salve-o e leia-o com interesse. Valerá a pena!

o artigo de Göldi (1892) na íntegra, incluindo as figuras